1. Inicio
  2. Financeiro
  3. Plano de Contas Gerencial

Plano de Contas Gerencial

O plano de contas é uma relação de contas que são utilizadas para a classificação dos registros de entradas e saídas realizados segundo uma visão gerencial. Ele é fundamental para você analisar históricos e projeções financeiras. Em geral, você deve desmembrar seu plano de contas de forma que facilite os lançamentos e apresente detalhamento suficiente para uma boa visão da empresa.

O plano é dividido em contas “sintéticas” e “analíticas”. As contas sintéticas são as que representam o grupo (no nosso caso, receita ou despesa) numa forma mais abrangente e as contas analíticas são as que efetivamente usamos para registrar os lançamentos.

Um plano de contas simples poderia apresentar as seguintes contas:

Conta – Descrição
1 – Receitas
1.1 – Receita de mercadorias vendidas
1.2 – Receita de serviços prestados
1.2 – Receitas financeiras
1.2.1 – Juros recebidos
1.2.2 – Rendimentos de aplicações financeiras
2 – Despesas
2.1 – Salários e encargos
2.1.1 – Salários de funcionários
2.1.2 – Férias
2.1.3 – Horas extras
2.2 – Despesas com insumos
2.2.1 – Matérias primas
2.2.2 – Materiais secundários
2.3 Energia elétrica
2.4 Telefonia

Dicas:

  • Não é obrigatório utilizar o mesmo plano de contas da contabilidade, pode ser criado um plano de contas específico para o registro apenas das movimentações financeiras que serão registradas no sistema e que lhe deem a visão gerencial pretendida.

Recomendamos alguns cuidados especiais:

  • Revise o seu plano de contas gerencial. Talvez você tenha que criar novas contas para poder gerenciar melhor a empresa.
  • Procure deixar uma cópia do plano de contas sempre à mão.
  • Alguns clientes criam uma conta com nome genérico para consolidar receitas ou gastos de menor valor, como, por exemplo “Outras receitas” ou “Despesas Diversas”. Contudo, algumas vezes essas contas menos detalhadas acabam virando grandes “buracos negros” que escondem uma série de ineficiências operacionais ou problemas de gestão financeira. Certifique-se de que o que está sendo classificado nesse tipo de conta não seja tão relevante ao ponto de ser necessária a criação de contas específicas.
  • Oriente o responsável pelos lançamentos quanto a proposta de classificação a ser adotada quando da entrada / saídas financeiras.
  • Tome por padrão imprimir / enviar o comprovante do lançamento. Isso vai permitir um melhor entendimento entre a visão gerencial e fiscal. Alguns clientes juntam documentos e os enviam para o contador, sem designação alguma, e, assim, o contabilista é obrigado a tentar adivinhar a natureza do gasto, podendo alocar a despesa em uma conta incorreta por falta de informações adequadas.

Custos x Despesas

Ambos são “gastos”. A diferença é que os custos estão diretamente ligados à produção dos produtos e serviços da sua empresa. Por exemplo, se você é uma indústria metalúrgica, a compra da matéria-prima (ferro, solda, etc.) e os gastos com a linha de produção (equipamentos e mão de obra empregada na produção) são custos. Como despesas temos gastos cuja produção dos bens e serviços não seja dependente. Esta classificação é importante para que você possa analisar o quanto está gastando em seus produtos e serviços.

Atualizado em 5 de junho de 2020

Este artigo foi útil?

Artigos relacionados

Deixe um comentário