1. Inicio
  2. Financeiro
  3. Pagamentos de Documentos Não Programados (Financeiro/Caixa e Bancos/Pagamentos)

Pagamentos de Documentos Não Programados (Financeiro/Caixa e Bancos/Pagamentos)

Demonstração de como realizar pagamentos NÃO programados, ou seja, realizar pagamentos no sistema para documentos que não estejam lançados nos títulos a pagar do sistema.

Primeiramente, acessar o menu Financeiro / Caixa e Bancos / Pagamento e seguir conforme orientações abaixo:

  • Data: Informar a data em que efetivamente foi realizado o pagamento.
  • Conta: Informar de onde saiu o recurso para pagamento da despesa.
  • Transação: A transação diz respeito como foi realizada a operação, ou seja, a transação pode ter ocorrido utilizando Dinheiro, Depósito Bancário, Transferência On-line, etc.
  • Conciliar: Esse campo pode não estar visível em tela dependendo das configurações da conta financeira e do tipo de transação escolhida.
    • Para um pagamento realizado em “dinheiro” o sistema não deverá perguntar se o usuário quer conciliar, pois nesse caso entende-se que no momento em que o dinheiro saiu da empresa a conta já está conciliada automaticamente, uma vez que o dinheiro já não pertence mais à empresa.
    • Entretanto, quando escolhemos a transação “cheque” podemos definir o “Conciliar?” como SIM ou NÃO. Caso o cheque ainda não tenha sido sacado pelo credor, devemos definir o “Conciliar?” para NÃO, pois não se sabe a data em que o valor não pertencerá mais à empresa. Caso o cheque emitido já tenha sido sacado ou se sabe exatamente a data em que será sacado, então podemos marcar a opção SIM e informar a data em que o sistema deverá conciliar. Realizando essa operação as contas financeiras do sistema tendem a ter as mesmas informações de entradas e saídas de seu extrato bancário.
Exemplo de preenchimento da opção “Conciliar?”
  • Tipo Doc.: Por padrão o sistema mostrará como “Documento Não Programado”, que é o tipo que pretendemos lançar.
  • Pessoa: Nesse campo devemos informar para quem estamos efetuando o pagamento.
  • Tipo: É o tipo de documento fornecido pelo credor. Pode ser uma Nota Fiscal, Recibo, Fatura, etc.
  • Número: Corresponde ao número do documento que informamos anteriormente.
  • Entrada: Data de lançamento do documento no sistema (em geral, utilizar a data em que foi emitido o documento para preencher os campos “Entrada”, ou seja, será a mesma data de “Emissão”, porém se forem diferentes há impacto em alguns relatórios do sistema).
  • Emissão: Data de emissão do documento que está sendo lançado. Por exemplo, é a data de emissão da nota fiscal, do recibo, da fatura que está sendo lançada.
  • Acréscimo: Caso o pagamento tenha sofrido incidência de acréscimo por algum motivo, o valor desse acréscimo deverá ser informado nesse campo.
  • Desconto: Caso o pagamento tenha sido beneficiado por algum desconto, o valor desse desconto deverá ser informado nesse campo.
  • Acréscimo/Desconto: Caso tenhamos informado algum valor de acréscimo ou desconto, obrigatoriamente devemos informar pelo menos uma conta gerencial que represente esse acréscimo ou esse desconto.
  • Histórico do documento: Basta clicar na maior caixa branca para que o sistema preencha o histórico de forma automática. O histórico pode sofrer edição por parte do usuário.

Obs.: no sistema, apenas os itens identificados com um asterisco são de preenchimento obrigatório.

Após o preenchimento dos dados necessários clique em “Adicionar Documento”. Sendo necessário incluir outros documentos no mesmo lançamento de pagamento, basta continuar adicionando novos documentos. Após ter adicionado os documentos necessários, basta clicar em “Lançar” para concluir a operação.

Atualizado em 23 de agosto de 2021

Este artigo foi útil?

Artigos relacionados

Deixe um comentário